Nesta terça-feira (01), às 12h, reuniram-se no Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região: o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado de São Paulo (suscitante) e o Sindicato dos Condutores de Veículos Rodoviários e Trabalhadores em Empresas de Transportes Urbanos, Metropolitanos, Intermunicipais, Interestaduais, Internacionais e Cargas Secas e Molhadas de Guarulhos e Região – Sincoverg (suscitado).

Realizada conjuntamente com o servidor Pedro Jorge de Oliveira, economista vinculado à Vice-Presidência Judicial do TRT-SP, a reunião faz parte das negociações envolvendo os motoristas e as empresas de transportes de Guarulhos, objetivando-se a solução do dissídio coletivo de greve existente entre as partes. A primeira audiência foi realizada no dia 20 de maio e conduzida pelo desembargador vice-presidente judicial Nelson Nazar.

Depois de várias reuniões e discussões, foi apresentada pelo tribunal, então, a seguinte proposta conciliatória final: 

  1. Reajuste salarial de 6,5% a partir de 1º de maio de 2010;
  2. Tíquete-refeição reajustado em 10%, passando, dessa forma, para o valor unitário de R$ 11 a partir de 1º de maio de 2010;
  3. PLR de R$ 460 a ser paga igualmente para todos os empregados, no retorno das férias, ficando garantido que todos receberão esse benefício até, no máximo, junto com o salário de fev./2011;
  4. Eliminação do piso de motorista leve, equiparando-o ao piso de motorista pleno até março de 2011, obedecendo aos seguintes reajustes graduais:

    - eliminação de 40% da diferença a partir de 1º de junho de 2010;
    - eliminação de 30% da diferença a partir de 1º de setembro de 2010;
    - e eliminação do resíduo, 30%, a partir de 1º de março de 2011; 

  5. Manutenção das demais cláusulas da convenção coletiva de trabalho anterior;
  6. Estabilidade de 60 dias, por se tratar de data-base;
  7. Pagamento das horas paralisadas, devendo os trabalhadores compensar metade delas, conforme cronograma negociado entre as partes.

 As partes concordaram com a proposta formulada, sendo que o sindicato profissional a submeterá para ratificação da sua assembleia, comprometendo-se a informar o seu resultado até o próximo dia 7 (segunda-feira).

 Com informações de: Vice-Presidência Judicial do TRT-SP