O TRT da 2ª Região, por meio da Portaria GP nº 59/2017, publicada no último dia 13 no Diário Oficial Eletrônico, definiu os procedimentos para atendimentos de emergência nas unidades de sua jurisdição.

Esses atendimentos preveem casos de primeiros socorros, acidentes e outros envolvendo magistrados, servidores, terceirizados e público externo frequentador dos prédios do TRT-2.

Os procedimentos a serem seguidos foram dispostos em três fluxogramas: para o Ed. Sede (Consolação); para o Fórum Ruy Barbosa (Barra Funda); e para as unidades que não dispõem de ambulatório médico.

As ações previstas têm início sempre por meio de um segurança ou de um bombeiro civil ou brigadista do TRT-2. Também podem ser envolvidos a enfermagem, os médicos e, fora do horário de atendimento do ambulatório, equipes do Samu.

Confira aqui a Portaria GP nº 59/2017.