Ir para conteúdo principal

1º Concurso Nacional Unificado da Magistratura: convocação para prova objetiva

1º Concurso Nacional Unificado da Magistratura: convocação para prova objetiva

A Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados do Trabalho (Enamat) publicou, no último dia 18, no Diário Eletrônico da Justiça do Trabalho e no Diário Oficial da União, o edital de convocação dos candidatos inscritos no I Concurso Público Nacional Unificado para ingresso na carreira da magistratura do trabalho para as provas objetivas, no dia 8/10. Mais de 13 mil candidatos se inscreveram no certame.

A prova objetiva, primeira etapa do concurso, será realizada em todas as 24 cidades-sede dos tribunais regionais do trabalho. Os portões serão abertos às 11h e fechados às 12h30, de acordo com o horário oficial de Brasília–DF. Os candidatos devem permanecer no local da prova por no mínimo duas horas após o início da prova, sob pena de exclusão do concurso.

Os candidatos serão informados sobre o local de prova por meio do cartão informativo que será enviado por e-mail e pode ser obtido também no site da Fundação Carlos Chagas, que reúne todas as informações adicionais sobre o concurso e sua regulamentação.

O concurso unificado, em nível nacional, prevê a reserva de vagas a negros e pessoas com deficiência, conforme legislação aplicável aos concursos públicos para magistratura. Cerca de 13.600 candidatos tiveram suas inscrições deferidas. Desses, 482 obtiveram isenção da taxa de inscrição, 1.995 concorrem a vagas reservadas para negros e 282 a vagas reservadas para pessoas com deficiência.

A segunda etapa do concurso, que inclui as provas escritas, discursiva e de sentença, está prevista para os dias 2 e 3/12, em Brasília-DF.

Para mais informações sobre o concurso, clique aqui

Com informações de: TST