Estes tempos andam atribulados para os trabalhadores: desemprego, reformas, ataques à Justiça do Trabalho. Para piorar, algumas atitudes ainda estigmatizam profissões dignas como sendo o último recurso: “se nada der certo"... Como seria uma reação à altura desses problemas?

Talvez um canal que fosse do Judiciário, mas que veiculasse conteúdo ligado ao dia a dia dos trabalhadores. Nesse canal, as postagens, matérias e vídeos poderiam trazer desde dicas úteis, como artigos e cursos relevantes, até postagens e ‘memes’ descontraídos, para tornar tudo um pouco mais leve.

Seria legal também se esse canal se preocupasse com as muitas profissões e com cada profissional que as exerce. Contasse um pouco sobre eles, suas histórias, e, por meio desses curtos perfis, retratasse toda aquela classe de trabalhadores. Isso resgataria a dignidade intrínseca a todos os ofícios que existem, e passaria o importante recado de que pode haver (e há), sim, amor pelo que se faz.

A boa notícia é que esse canal existe: é o TrabalhAMOS2, do TRT da 2ª Região. Está em cartaz há pouco mais de um mês (desde 17 de maio), mas já tem sua identidade e propósito: reconhecer todos os ofícios, valorizar os trabalhadores, estabelecer uma nova comunicação entre o Tribunal e seu público, e humanizar as relações de trabalho.

Identificar-se, aprender, ensinar

Conheça as histórias de profissionais como a dona Eva, faxineira que conta com orgulho conseguir propiciar os estudos de sua filha, prestes a se formar fisioterapeuta; da advogada Alessandra, que vê seus clientes adquirindo mais confiança em si mesmos, ao saberem sobre as leis que os defendem; do professor Yuri, que deixou o trabalho na TV para dar aulas e coordenar o ensino de adolescentes de 11 aos 17 anos; e muitos outros.

Também poderá ver os episódios do quadro Piscadinha do Trabalho, com vídeos de cerca de um minuto explicando de forma lúdica algum assunto ligado aos direitos trabalhistas; ler a coluna “Meu ponto de vista”, da trabalhadora do TRT-2 Clarissa Sanches Croisfelt, que conta suas impressões do trabalho e do dia a dia, sendo cega de nascença; ler a coluna da Justina, que voltou para relembrar aprendizados pelos quais passou, e muito mais.

O TrabalhAMOS2 é uma resposta necessária, um canal diferenciado de comunicação e informação, e um espaço de valorização e resgate. Acompanhe (não se esqueça de marcar “seguir primeiro” lá no Facebook!).

Você pode e deve participar: escreva para trabalhamos2@trtsp.jus.br e mande sua colaboração: sugestões, críticas e mais. E se candidate a aparecer como um dos profissionais retratados, exercendo seu ofício e ensinando a todos um pouco mais sobre ele e sobre você. Porque amor ao que se faz existe, e é lá que se divulga.

Texto: Alberto Nannini – Secom/TRT-2