A correição ordinária no TRT da 2ª Região está sendo realizada nesta semana (11 a 15 de setembro). A leitura da ata, que marca o encerramento da correição, terá transmissão ao vivo pelo canal do TRT-2 no YouTube. Segue o link para ver a transmissão: http://www.youtube.com/trtsp2.

A leitura da ata será feita pelo corregedor-geral da Justiça do Trabalho, ministro Renato de Lacerda Paiva, nesta sexta-feira (15) a partir das 10h, no Salão Nobre do Tribunal (rua da Consolação, 1272, 20º andar do Ed. Sede, em São Paulo-SP). 

No início da correição, na última segunda-feira (11), o ministro se reuniu com os desembargadores do TRT-2 no auditório do Ed. Sede. O presidente do Tribunal, desembargador Wilson Fernandes, abriu os trabalhos: “Dou as boas-vindas ao ministro Renato, que atualmente é o único ministro de carreira oriundo da 2ª Região. Fornecemos todos os elementos solicitados e esperamos cumprir nosso papel da forma como devemos”.

Iniciando sua fala, o ministro declarou: “Essa é a 21ª correição ordinária que realizo. E posso lhes dizer que, em trinta e seis anos de carreira, sinto um enorme orgulho da Justiça do Trabalho, que hoje é a justiça mais célere e mais moderna deste País”. Ele destacou sua emoção ao voltar ao tribunal onde iniciou a carreira como juiz substituto, em 1983, e onde chegou a desembargador do trabalho antes de ser nomeado para o TST, em 2002. (Na imagem abaixo, da esq. para dir., desembargador Wilson e ministro Renato.) 
 

destaque interno

 

O ministro apresentou aos desembargadores as principais ferramentas de controle e de gestão que utiliza na Corregedoria-Geral e informou que faria algumas recomendações, e discutiria com eles, as propostas de soluções. Mostrou-se consciente com a defasagem de servidores no TRT-2, intensificada pela “corrida às aposentadorias” por conta da reforma da Previdência, mas disse não ver uma solução a curto prazo. Também informou aos desembargadores que pedirá, por ofício, um plano de ação para casos de processos com mais de seis meses sem julgamento. E elogiou a política de conciliação do TRT da 2ª Região.

Durante a semana de correição ordinária, estão sendo avaliados, entre outros pontos:

- a estrutura do TRT-2;
- o sistema e-Gestão;
- a movimentação processual;
- a conciliação;
- a efetividade da execução;
- a responsabilidade institucional;
- os precatórios e requisições de pequeno valor;
- a atuação da Corregedoria Regional;
- a Escola Judicial;
- o relacionamento com o MPT e a OAB;
- o atendimento às recomendações anteriores.

O ministro Renato de Lacerda Paiva encerrou a reunião pedindo a colaboração de todos para este trabalho.

Texto: Agnes Augusto; Fotos: Décio Samezima – Secom/TRT-2